.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Natal


Neste Natal eu queria
Que toda a gente sentisse
O que seria normal
Natal não é com certeza
Muitas prendas muita festa.
Será sim muita alegria
Porque nos nasceu um dia
Um Rei Todo Poderoso
Sempre pronto, amoroso
Capaz de dar a Sua vida
Como um vulgar salteador
Mas sendo em tudo o melhor
Porque Nele não se achou engano
Morreu rejeitando o dano
E nos salvou por amor.

Hoje as pessoas esquecem
De celebrar este Rei
Outros valores levantaram
Coisas banais adoraram
E pensam que está tudo bem
Mas o Pai que tudo sabe
Quer alcançá-los, trazê-los
De uma vida de enganos
Para a verdade maior:
Jesus Cristo é o Caminho
Sem Ele nada é real
É a nossa maior prenda
A dádiva de Deus perfeita
É p'ra todo o que O aceita
Este é tempo de Natal

Celebremos pois amigos
Jesus nascido em Belém
Ressurreto, enaltecido
Merece todo o louvor
Da cruz tirou a vitória
Da tumba subiu à glória
E hoje reina em poder
Não há mais manjedoura
Mas a certeza vindoura
Da eternidade com Ele
Não há na terra alegria
Que se compare com o dia
Em que com fé O aceitámos
E aí começou o Natal!


Carlota Roque
Dezembro de 2006

1 comentário:

Antonio Batalha disse...

Visitei seu blog, e dou-lhe os parabéns. Gostava que fizesse parte dos meus amigos na Verdade Que Liberta, se seguir meu blog siga de forma a que eu possa seguir também o seu blog. Desejo para si e para seus familiares um Ano-Novo cheio de saúde e união na graça de Jesus. Um abraço.